RESUMO SOBRE A HISTÓRIA DOS CALÇADOS

Primórdios 

O homem primitivo andava descalço , o calçado surge da necessidade que tinham de proteger os pés. Pinturas rupestres no Paleolítico indicam calçados existentes 10.000 a.C. No Egito, apenas os nobres usavam sandálias de couro, a de Tutancamon era adornada com ouro. As dos egípcios em geral, eram feitas de palha, papiro ou fibra de madeira. Na Mesopotâmia,o coturno era símbolo de alta posição social.

Sandália egipcia datada 8.000 a.C.


Pé-esquerdo e direito: Na Grécia antiga, já se usava grossos solados de cortiça para parecem grandes e imponentes. Tanto homens e mulheres usavam sandálias sendo que a das mulheres eram mais coloridas. Foram os gregos que fizeram a diferenciação de pé esquerdo e direito.

Numeração: O Rei Eduardo 1 da Inglaterra decretou que se considerasse a medida de três grãos de cevada a medida de 1 polegada. Os sapateiros rapidamente aderiram a idéia criando um padrão.

Formato : Durante o período do Renascimento os calçados começam a tomar formas que se tornam exageradas com as poulaines, o bico do calçado era a indicação da posição social do indíviduo se tornando uma competição. O Rei Henrique Vlll decretou o fim do calçado por achá-lo inconveniente e doloroso já que tinha pés largos e inchados. No século seguinte, o calçado masculino passa a ter o formato quadrado e mais largo.

Poulaines

Evolução

Anos 20 - Características: Modelo boneca, bicos arredondados, fechamentos em botões, bicolores, laços e peles como ornamentos, os saltos são grossos e baixos, explora-se o contraste entre as texturas, brilho versus opaco.

                         
Brogue e sapatilha chanel


Anos 30: Salvatore Ferragamo e André Perugia criam as plataformas em madeira, cortiça e outros materiais devido à escassez de couro e borracha. Tiveram que adotar materiais até então considerados ordinários na fabricação de calçados, como a ráfia, o celofane, o crochê e o plástico. Ferragamo se destaca no período por introduzir o uso interno do aço o que possibilita a utilização de saltos altos.

Anos 40: Devido a escassez de matéria-prima oriunda da Segunda Guerra o vestuário se torna minimizado e nesse período peças do universo masculino invade o feminino. No fim da década, Dior lançou o ''New Look" com roupas amplas, cintura marcada marcando a volta da mulher feminina e elegante.

Anos 50 a 60: Por volta dos anos 60 houveram duas influências a hippie, devido ao movimento dos direitos civis e futurista, com o interesse do homem pela lua. Os calçados tem texturas, cores cítricas e evoluem em termos de conforto e impermeabilidade.

Anos 70 e 80: A era Disco trouxe calçados brilhantes, psicodélicos, botas de cowboy e saltos grossos. O culto a forma física deu destaque ao tênis.
                            
Saltos grossos de 1970

Anos 90: A partir desta década os calçados começaram a ter variedades diversas, para todos os estilos. Atualmente podemos vê-los como obra de design.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

@modaempreendedora